.status-msg-wrap{display: none;}

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Atenção: prazo para o envio de dados do Censo Escolar termina nesta quarta, 31

Marcello Casal Jr./ABrMarcello Casal Jr./ABr
Termina nesta quarta-feira, 31 de julho, o prazo de preenchimento dos dados do Censo Escolar da Educação Básica de 2013. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) orienta os gestores para que não deixem de informar os dados da escola, turmas, alunos e profissionais escolares em sala de aula.

É com base no Censo Escolar que os recursos para merenda e transporte escolar são transferidos aos Municípios. A distribuição de livros, a uniformes, implantação de bibliotecas, instalação de energia elétrica também é feita por meio dessas informações.
No dia 05/07 passado o município de Apodi fez o encerramento e o fechamento do Censo com a coleta de todas as informações das modalidades que envolvem as escolas e os programas educacionais, alunos e professores da situação do Censo Escolar - Educacenso 2013.

(REFLEXÃO) EM BUSCA DA ESCALADA


Era uma vez uma corrida... de sapinhos!

O objetivo era atingir o ponto mais alto de uma grande torre.
Havia no local uma multidão assistindo.

Muita gente para torcer e vibrar por eles.
Começou a competição.

Mas como a multidão não acreditava que os sapinhos pudessem alcançar o alto daquela torre, o que mais se ouvia era:

"Que pena!!Esses sapinhos não vão conseguir. Não vão conseguir."

E os sapinhos começaram a desistir.

Mas havia um que persistia e continuava a subida em busca do topo.

A multidão continuava gritando:

"...que pena!!! - Vocês não vão conseguir!"

E os sapinhos estavam mesmo desistindo um por um, menos aquele sapinho que ficava tranqüilo... embora cada vez mais arfante. Já ao final da competição, todos desistiram , menos ele.

E não é que ele CONSEGUIU!!!!!

A curiosidade tomou conta de todos.

Queriam saber o que tinha acontecido...

E assim, quando foram perguntar como ele havia conseguido concluir a prova, descobriram.... que ele era surdo!

Não permita que as pessoas com o péssimo hábito de serem negativas, derrubem as melhores e mais sábias esperanças de nosso coração.

Lembre-se sempre:

Há poder em nossas palavras e em tudo o que pensamos...
O IMPORTANTE É CONTINUAR A ESCALADA E NÃO DESISTIR!

Publicada no DOU a mensagem de liberação do apoio financeiro aos Municípios

FNDEFNDE
Uma mensagem da presidente da República, Dilma Rousseff, foi publicada nesta quarta-feira, 31 de julho, no Diário Oficial da União (DOU). Nela a chefe de Executivo Federal encaminha ao Congresso Nacional o projeto que prevê recursos de apoio financeiro aos Municípios.

Trata-se dos R$ 3 bilhões anunciados pela presidente durante participação na XVI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, no dia 10 de julho.  A Mensagem 310/2013 diz que esse montante será repassado nos exercícios deste e do próximo ano. É que o dinheiro será dividido em duas parcelas: a primeira no dia 15 de agosto (conforme previsão do governo) e a segunda em abril de 2014.
Segundo a mensagem, “o objetivo é incentivar a melhoria da qualidade dos serviços públicos dos Municípios". Não há nenhuma vinculação destes recursos a qualquer setor da administração pública.
Veja o quanto cada Município receberá
Leia Mensagem 310/2013 na íntegra
Fonte: Agência CNM

Secretaria de Educação e Cultura realizará a II Conferência Municipal de Cultura


Clique para ampliar
A Prefeitura de Apodi, através da Secretaria de Educação e Cultura, realizará a 2ª Conferência Municipal de Cultura, no dia 09 de agosto, na Casa de Cultura Popular, a partir das 8h.

Com o tema “Uma Política de Estado para a Cultura: Desafios do Sistema Municipal de Cultura”, a conferência tem como objetivo traçar metas, desenvolver projetos e debater temas relacionados ao desenvolvimento cultural do município.

A secretária Mara Duarte lembra que Apodi é um município com muitos talentos culturais e a conferência é uma grande oportunidade para serem debatidas as políticas voltadas para a cultura e como serão desenvolvidos projetos para vencer os desafios da cidade.

As conferências acontecem na maior parte dos municípios do país e são uma oportunidade para que a sociedade civil e os governos, juntos, avaliem as políticas culturais e façam propostas para seu aperfeiçoamento”, avalia a secretária.
Ascom-Apodi

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Pareceres das prestações de contas do Pnae e Pnate devem ser enviados até o dia 9

Pref. Itajaí (SC)Pref. Itajaí (SC)
Os pareceres referentes às prestações de contas dos Programas de Alimentação Escolar (Pnae) e de Transporte Escolar (Pnate) devem ser enviados até o dia 9 de agosto. Os responsáveis por este envio são os presidentes dos Conselhos de Alimentação Escolar (CAE) e de Acompanhamento e Controle Social do Fundeb (Cacs).
A Confederação Nacional de Municípios alerta: os pareceres são referentes aos dados de 2012.  Os conselhos sociais devem seguir diretrizes estabelecidas pela Resolução 24, do Conselho Deliberativo do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), publicada no Diário Oficial da União (DOU), no dia 14 de junho. Ela estabelece os critérios de envio da prestação de contas.
Outra orientação da CNM é para que antes de entrar no Sistema de Gestão de Conselhos (Sigecon), os gestores enviem as prestações de contas dos programas federais para o Sistema de Gestão de Prestação de Contas (SiGPC). Após esse envio, compete ao respectivo conselho social emitir parecer conclusivo sobre as contas, por meio do sistema que está disponível no portal eletrônico do FNDE.
Agência CNMAgência CNM
Competências do Cacs e CAEO Cacs e CAE desempenham competências específicas, definidas em lei federal. Cabe a esses conselhos executar o acompanhamento e a fiscalização da aplicação dos recursos recebidos por meio da elaboração de pareceres positivos ou negativos, sobre as despesas de execução dos programas federais pelos governos estaduais ou municipais.
O Cacs-Fundeb acompanha e controla a distribuição dos recursos do Fundo, além do repasse dos recursos e a análise da prestação de contas do Pnate.
O CAE tem a finalidade de cuidar da qualidade dos alimentos utilizados na merenda escolar, desde a aquisição até à distribuição aos alunos. Ele também fiscaliza a aplicação dos recursos recebidos à conta desse programa.
Papel dos MunicípiosPara o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, é importante que os Municípios estejam atentos e acessem com frequência o portal do FNDE, para que não percam os prazos definidos para apresentação das prestações de contas dos programas federais. O objetivo é evitar a situação de inadimplência e suspensão dos repasses desses recursos.
Para acesso ao Sigecon 
Para acesso ao Sigpc 
Entenda detalhes  sobre a prestação de contas
Fonte: Agência CNM

domingo, 28 de julho de 2013

VESTIBULAR DA UFRN


A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) abre mais 1.650 vagas para Cursos de Nível Superior.

Os municípios de Caico, Caraúbas, Currais Novos, Macau, Parnamirim e São Gonçalo do Amarante estão sendo beneficiados com a oferta de vagas em diversos cursos na modalidade de EaD em parceria com a Universidade Aberta do Brasil (UAB).  Em Caraúbas está sendo ofertado vagas nos cursos de História e Pedagogia. 

As inscrições já foram iniciadas no dia 15 de julho e segue até o dia 05 de agosto.
Mais informações CLIQUE AQUI.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Portaria da Secretaria da Educação garante cumprimento do terço da hora atividade

Secretária orienta diretoras de DIRED sobre nova jornada de trabalho dos professores

A Secretaria de Estado da Educação publicou portaria no Diário Oficial do Estado, desta quinta-feira (25), que garante a inclusão do Rio Grande do Norte na lista dos nove estados do país que cumprem na íntegra a Lei Federal Nº 11.738, mais conhecida como Lei do Piso. A portaria trata da nova carga horária de trabalho dos professores, que devem dedicar um terço da jornada semanal de atividades para planejamento. Apesar da Lei Nº 11.738 ser de 2008, o julgamento final do trecho que trata da hora atividade só foi concluído pelo Supremo Tribunal Federal no primeiro semestre de 2013 e a Secretaria estava se adequando para sua implantação.

Até a aplicação da Lei Federal, a jornada de trabalho dos professores do Estado era regida pela Lei Complementar Estadual N° 322, destinando 24 horas semanais para sala de aula, e 6 horas para planejamento. Agora, 20 horas serão destinadas à sala de aula e 10 horas para o planejamento. Segundo a secretária Betania Ramalho, isso só está sendo possível devido ao Sistema Integrado de Gestão da Educação – SIGEDUC, que proporciona dados cada vez mais consistentes sobre a carga horária e alocação de pessoal nas Unidades Escolares.

Através da portaria publicada no DOE, a secretária determinou que as Diretorias Regionais de Educação – DIRED, adotem providências, diante dos ajustes necessários à atualização da carga horária dos professores e orientem os gestores das escolas para que, a partir de 1º de agosto de 2013, os professores alocados em sala de aula possam estar com 20 horas da sua jornada de trabalho destinadas ao exercício na sala. Ao mesmo tempo, aqueles que estiverem com carga horária inferior a 20 horas em sala de aula, devem ajustar a jornada de trabalho até completar a carga horária exigida por lei.

Em razão da especificidade do atendimento, os professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) deverão cumprir a jornada de 25 horas semanais em sala de aula, sendo as 5 horas excedentes pagas com horas suplementares. Já os professores do componente curricular Educação Física, deverão permanecer com o mínimo de 12 horas de Educação Física Escolar em sala de aula e até 8 horas para modalidade esportiva.

A portaria determina ainda que as 10 horas de planejamento,  fora da sala de aula, deverão ser cumpridas exclusivamente em atividades extraclasse, como preparação de conteúdos, revisão de avaliações, atendimento aos pais e alunos, sendo 50% (5 horas) em exercício na escola, com turno e horário descriminado para o cumprimento da jornada e assinatura em livro de ponto para esse fim.

“Aproveito para esclarecer que a carga horária do professor em sala de aula está sendo reduzida de 24 horas para 20 horas, mas isso não modifica em nada o horário dos alunos. Isso porque as 4 horas que ficarão abertas serão ocupadas por professores que estão com a jornada de trabalho inferior a 20 horas semanais em sala de aula. Todos esses casos foram identificados pelo SIGEduc. Nos casos em que seja comprovada a necessidade do professor permanecer com a carga horária semanal, em sala de aula, acima das 20 horas, horas suplementares serão pagas”, ressaltou a secretária Betania Ramalho.

Os casos excepcionais, não contemplados nos ajustes descritos pela portaria, serão averiguados e decididos conjuntamente pelos setores interessados da Secretaria de Estado da Educação, como Coordenadoria de Administração de Pessoal e Recursos Humanos, Diretorias Regionais de Educação, Subcoordenadoria de Ensino Médio e Subcoordenadoria de Ensino Fundamental.

Fonte: Portal da Educação

Filé de tilápia na merenda escolar


Aconteceu ontem (24) uma reunião entre as secretarias de educação, agricultura e Aquapo - Associação dos Aquicultores do Apodi e diretores das escolas do município.

A reunião aconteceu na secretaria de educação, para discutir a reinserção do filé de tilápia na merenda escolar, ficou acertado que 11 escolas e núcleos vão aderir ao produto que entra na parte dos 30% que as escolas têm de comprar da agricultura familiar, sendo as escolas LOURDES MOTA, CRECHE SONHO DA CRIANÇA, FRANCISCO TARGINO, 12 DE OUTUBRO, LINDAURA SILVA, IZABEL AURÉLIA TÔRRES, ALCIVAN PINTO, RAIMUNDA FLORÊNCIO, VERÍSSIMO GAMA, NÚCLEO VI DE SANTA ROSA E NÚCLEO 1 DE SÍTIOT DO GÓIS.

O projeto tem o apoio do Sebrae que vai fazer nova capacitação das merendeiras e acontecerá degustação nas escolas para os alunos aprovarem ou não o produto. O projeto já existe desde a gestão passada e está sendo ampliado para mais escolas e com essas 11 que estarão aderindo serão beneficiados cerca de 3.500 alunos tendo um alimento de maior qualidade ofertado na merenda escolar.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

ÚTIMOS DIAS PARA PREENCHER O CENSO ESCOLAR 2013

Dados referentes ao Censo Escolar 2013 devem ser enviados pelo diretor ou responsável pela escola ou pelo Sistema Educacional Informatizado até dia 31 de julho. A área técnica de Educação da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) alerta: são os últimos dias para o preenchimento das informações no Sistema Educacenso, antes do encerramento do prazo.

O Censo Escolar coleta informações das escolas de todas as etapas e modalidades da educação básica. Isso, por meio do sistema de informações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).
A CNM reforça o aviso para que os gestores não percam o prazo, uma vez que os dados enviados são usados com base para a distribuição dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Também para partilha de verba de programas federais, como o da merenda e transporte escolar.
Cadastro.

O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, também lembra: por ser um cadastro fundamental, os dados devem ser cadastrados corretamente. “Assim, o Município não ficará de fora das estatísticas oficiais, que servem de base para a consolidação de programas federais, executados pelas as escolas públicas, estaduais e municipais”, destaca.

De acordo com a área técnica, o Censo é uma ferramenta indispensável, pois só as escolas que enviam as informações podem participar dos programas federais. Além disso, ele é um levantamento que possibilita a coleta de dados sobre as escolas de educação básica de todo país, e possibilita monitorar o desenvolvimento e o planejamento.

Fonte: Agência CNM

BPC NA ESCOLA É TEMA DE SEMINÁRIO


Dentre os dias 29 a 31 deste mês ocorrerá no Praiamar Hotel & Convenções, em Ponta Negra, Natal,  o Seminário de Formação Intersetorial do Programa de Benefícios de Prestação Continuada – BPC na Escola, evento que reúne diversos setores do Governo do RN, com a Secretaria de Educação (SEEC), Secretaria de Saúde (SESAP), Secretaria de Justiça e Cidadania (SEJUC), Secretaria de Trabalho, Habitação e da Assistência Social (SETHAS) e o programa RN mais justo para dialogar as ações no BPC na Escola.

O BPC na Escola está implantado nos 167 municípios do Rio Grande do Norte, obtendo para o estado do RN o status de primeiro estado brasileiro a ter 100% dos municípios atendidos pelo programa. As ações do BPC consistem em promover a elevação da qualidade de vida e dignidade das pessoas com deficiência de 0 a 18 anos, garantindo acesso e permanência na escola, por meio de ações articuladas da área de Assistência Social, Educação, Saúde e Direitos Humanos.

O seminário de formação terá como objetivo capacitar gestores estaduais e municipais do BPC na Escola, tendo em vista a aplicação e o acompanhamento das ações intersetorias. Durantes os três dias de evento ocorrerão palestras, oficinas, orientações, estudos e questionários referente as formas de monitoramento, execução e dúvidas de como proceder o programas nas escolas e, conseqüentemente, nos municípios.

Dados do Sistema de Informação do BPC na Escola – ano base 2012 – informa que dos 9.685 beneficiários, mais de 6.500 estão inseridos na escola. Com isso a Secretaria de Educação assumiu o compromisso, junto com as demais secretarias envolvidas, junto aos 167 municípios de desenvolver 
estratégias para superação das barreiras enfrentadas pelas pessoas, com deficiência, e dessa forma possibilitando o acesso a educação.

As atividades do seminário terão início as 10h do dia 29/07 com o credenciamento dos participantes e as 14h00 com a abertura solene que contará com a presença de autoridades estaduais e municipais. E o encerramento será dia 31 as 18h com apresentação de orientações sobre as formas de monitoramento do BPC. 

O que é o BPC?

O Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC) é um direito constitucional que equivale a um salário mínimo mensal destinado ás pessoas com mais de 65 anos que não possa prover o sustento de sua família ou que tenham algum tipo de deficiência, nesse caso seja qual for a idade. Dentro deste benefício existe algumas modalidades, como o BPC na Escola e o BPC Trabalho.

Utilidade pública:
Seminário de Formação Intersetorial do Programa de Benefícios de Prestação Continuada – BPC na Escola
Local: Praiamar Hotel, Ponta Negra, Natal
Data: 29 a 31 de julho

Apodi ganha polo presencial de Educação a Distância da Escola Agrícola de Jundiaí

Uma parceria da COOPAPI / AMPC / Estação Digital Espaço Virtual com a Escola Agrícola de Jundiaí da Universidade Federal do Rio Grande do Norte UFRN traz para Apodi um polo da Rede de Educação a distância para o curso de técnico em Cooperativismo. 

O processo seletivo 
A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ), torna público que realizará Processo Seletivo para os cursos: Técnico em Agroindústria (subsequente), Técnico em Informática (subsequente), Técnico em Cooperativismo (subsequente)e Técnico em Comércio Exterior (subsequente) ofertados na modalidade de Educação a Distância. Os cursos técnicos serão ofertados em (8) oito municípios polos: Macaíba, Vera Cruz, Monte Alegre, Ceará-Mirim, Natal, São Paulo do Potengi, Apodi e Touros. 

Mais informações: Gisllayne e-mail gisllaynecris@hotmail.com ou 3342-4836 (Coordenação de Informática)


No polo Apodi, as inscrições são para o curso de técnico em cooperativismo. As mesmas acontecem na sede da Estação Digital Espaço Virtual no Sítio Córrego de 22 de julho a 02 de agosto. 
Documentos necessários: CPF e 01 documento oficial com foto. 
Serão 25 vagas. Porém o limite máximo de inscrições é 75. Aproveite e faça logo a sua.


quarta-feira, 24 de julho de 2013

UERN É PRESSIONADA A CRIAR CAMPUS, MAS FREIA CERCO


O Conselho Universitário da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (CONSUNI/UERN) decidiu, após ampla discussão realizada nesta terça-feira (23), por 17 votos a 16, formar uma comissão para discutir e elaborar a minuta de resolução para a criação do
Campus
Avançado de Apodi.

A reunião durou cerca de 6 horas. Ao final, manifestantes oriundos do Apodi, em sua maioria estudantes, criaram dificuldades para saída dos membros do colegiado, mas tudo foi contornado sem maiores atritos.

Durante a reunião, estiveram presentes vereadores de Apodi e o prefeito Flaviano Monteiro (PCdoB); os deputados federais Fábio Faria (PSD) e Sandra Rosado (PSB); os deputado estaduais Larissa Rosado (PSB), Gilson Moura (PV); Getúlio Rêgo (DEM) e Kelps Lima (PR); estudantes universitários e secundaristas; professores; o reitor Milton Marques de Medeiros e o reitor eleito e nomeado Pedro Fernandes.

Também estiveram presentes o vice-reitor Aécio Cândido e vice-reitor eleitor eleito e nomeado Aldo Gondim.

O reitor Milton Marques de Medeiros presidiu a reunião e abriu espaço para que as autoridades e representantes dos estudantes se pronunciassem. Também foi aberto espaço para que os conselheiros pudesse se pronunciar e fazer questionamento às autoridades presentes.

Ponderação

Para Milton, não houve um voto contra a criação do campus, mas uma ponderação, à cata de mais informações. “Acreditamos que no prazo máximo de 30 dias, a comissão já terá condições de ter um posicionamento sobre essas questões e saber se a UERN tem condições de criar um campus com qualidade”, justificou o reitor.

A Construção do Campus de Apodi tem atualmente R$ 1 milhão de emenda ao Orçamento Geral da União (OGU) de autoria do deputado federal Fábio Faria. Os recursos foram liberados, mas servem apenas para o início da obra.

O líder do governo Getúlio Rêgo chegou a garantir que a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) deu a palavra de que colocará mais recursos para a obra.

A comissão é composta pelos professores João Freire, Kelânia Mesquita, Ivonete Soares, Zezineto Mendes, a TNS Rita de Cássia Vidal Negreiros e o estudante Petrônio Andrade.
Fonte: Blog do Carlos Santos.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Transporte: nova lei permite utilização por alunos da zona urbana e de ensino superior

Agência CNMAgência CNM
Desde o dia 6 de julho, após a sanção da Lei 12.816/2013, a utilização dos veículos de transporte por estudantes da zona urbana e de ensino superior está permitida. A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) explica: o artigo 5.º contém esta permissão desde que não resulte em prejuízo ao transporte escolar dos estudantes da educação básica residentes na área rural.
Outro artigo de interesse das administrações municipais, o 6.º, permite que os entes federados usem o registro de preços para a aquisição de bens e contratação de serviços em ações e projetos educacionais.
A CNM alerta que o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) ainda não apresentou regulamentação, mas a lei está vigente.
Outras mudançasA recém aprovada Lei 12.816/2013 altera a que criou o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), em 2011, para ampliar o rol de beneficiários e ofertantes da Bolsa-Formação Estudante.
Ela também alterou a Lei 9.250/1995, que trata do Imposto de Renda de Pessoas Físicas, e estabelece que as bolsas recebidas pelos servidores das redes públicas de educação profissional, científica e tecnológica, no âmbito do Pronatec, não caracterizam contraprestação de serviços, nem vantagem para o doador, para efeito do imposto sobre a renda.
 

Outros dispositivos desta nova legislação foram vetados pelo Poder Executivo. Eles modificavam a Lei 8.212/1991, que trata da Seguridade Social, para alterar as condições de incidência da contribuição previdenciária sobre planos educacionais e bolsas de estudo. O segundo veto refere-se à mudança na Lei 6.687/1979, que instituiu a Fundação Joaquim Nabuco, para permitir que essa Fundação oferecesse bolsas de estudo e pesquisa.

Fonte: Agência CNM

Plantar árvores dará privilégios a Municípios na captação de recursos

Pref. Manaus (AM)Pref. Manaus (AM)
Plantar árvores será algo lucrativo para as prefeituras. Os Municípios que tiverem uma árvore para cada habitante receberão o selo Árvore do Bem, e com ele terão privilégios na captação de recursos para os setores de Saneamento, Infraestrutura, Habitação, Saúde, Educação e Transporte.
Esses privilégios estão previstos no Projeto de Lei da Câmara (PLC) 52/2013, que chegou ao Senado Federal esta semana, dia 15 de julho. Agora cabe aos senadores analisarem e votarem a proposta que almeja reconhecer a ação de governos municipais em prol do Meio Ambiente.
De acordo com o PLC, o selo seria concedido pelo governo federal. A quantidade de árvores será contada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), e deverá ser igual ao número de habitantes contabilizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
As árvores, preferencialmente nativas, devem estar nas áreas urbanas, como vias, praças e demais logradouros públicosAs plantadas em áreas privadas, nos parques e em unidades de conservação não serão consideradas.
TramitaçãoO PLC 52/2013 foi destinado para análise de duas Comissões: de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) e de Educação, Cultura e Esporte (CE). A CMA será a primeira a votá-la e depois, em decisão terminativa – sem necessidade de ir ao Plenário - pela CE.
Fonte: Agência CNM

REUNIÃO COM A EQUIPE LOCAL DO PAR


Ontem, 18/07 na secretaria municipal de educação de Apodi foi realizado durante todo o dia uma reunião para orientação do PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS – PAR com a equipe local do PAR e as técnicas Laisa e Goretti de França do FNDE para juntos tirar dúvidas e encaminhar a parte final de elaboração e atualização do PAR 2011-2014 para análise do FNDE. 

O PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS – PAR  é um instrumento  de planejamento que tem o objetivo de assegurar as condições de acesso, permanência, conclusão e sucesso dos alunos por meio do diagnóstico e da elaboração online de um Plano de Ações Articuladas (PAR) entre união, estados e municípios.

Alguns Registros!!

Professor Juvanci e Goretti de França



Mara, Goretti França, Pedro Bandeira, Lindomar Carlos e Laísa




EMUFRN OFERECE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PARA PROFESSORES DA REDE PÚBLICA

Clique para ampliar a imagemEMUFRN 
AGECOM/Moraes Neto
A Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (EMUFRN) oferece curso de especialização em Ensino da Arte para professores da rede pública. As inscrições acontecem a partir da próxima terça-feira, 22, na sala da Pós-Graduação, no horário das 8h às 11h e das 14h às 17h.

O Curso de Especialização com enfoque no Ensino da Música, pretende desenvolver atividades de pesquisa e ensino voltados à preparação de professores para as atividades pedagógicas do ensino da Música na infância e no ensino fundamental e médio.

Estão sendo ofertadas 44 vagas, destas 10% destinam-se aos servidores da UFRN.  No ato da inscrição são exigidos o 
diploma
 de graduação, cópias do RG  e CPF, declaração de comprovação que atua como professor na rede pública, além de curriculum vitae com documentos probatórios.  


Os candidatos serão selecionados por meio da análise da documentação exigida para a inscrição e prova escrita com a produção de um texto sobre Educação Musical. O formulário de inscrição e mais informações estão disponíveis no link http://www.musica.ufrn.br/em/wp-content/uploads/2013/07/folder-Especializacao-Ed.-Musical_FINAL-1.pdf.

Secretaria da Educação esclarece sobre convocação de concursados

A Secretaria de Estado da Educação esclarece que:

1. Está realizando o reordenamento no quadro de professores da rede e, conseqüentemente, avaliando a necessidade de educadores que serão convocados em uma nova chamada do concurso. O Estado não desistiu de convocar novos professores;

2. Até o momento, quatro chamadas já foram realizadas, convocando 3.723 professores para atuarem nas escolas estaduais. Na última chamada, 600 professores foram convocados para atuar, prioritariamente, na Grande Natal, onde já estava em funcionamento o Sistema Integrado de Gestão da Educação – SIGEduc;

3. Com a implantação do SIGEduc em todas as escolas do interior do Estado, desde julho deste ano, foi possível ter acesso a relatórios atualizados instantaneamente, que permitiram conhecer a realidade de cada escola e as cargas horárias de cada professor, por disciplina, sem a demora provocada anteriormente pelo trâmite de relatórios emitidos em papel;

4. A partir desses relatórios, verificou-se a necessidade de um novo reordenamento do quadro de professores para corrigir distorções. Isso precisaria ser feito antes de uma nova chamada de professores, para que o Estado não convocasse profissionais fora da necessidade;

5. Dentre as distorções reveladas pelo SIGEduc estão professores com carga horária inferior à legalmente estabelecida e turmas abertas com número de alunos abaixo do permitido pela Lei Nacional de Diretrizes e Bases da Educação – LDB;

6. Além disso, o Estado está se adequando à Lei do Piso Nacional, no que diz respeito a destinação de um terço da carga horária do professor para atividades de planejamento. Assim, os professores, cuja jornada semanal era de 24 horas em sala de aula e 6 horas para planejamento, terão agora 20 horas semanais em sala de aula e 10 horas de planejamento pedagógico, correção de avaliações e atendimento aos alunos;

7. A nova organização da carga horária do professor tem como objetivo favorecer o processo de ensino e aprendizagem do alunado, que contará com mais tempo do seu professor para atendê-lo;

8. Tão logo seja concluído o reordenamento, será realizada a nova convocação de professores concursados, de acordo com as necessidades reais indicadas pelo SIGEduc.


Natal, 18 de julho de 2013

Betania Leite Ramalho

quinta-feira, 18 de julho de 2013

AÇÃO PARLAMENTAR

IFRN de Apodi pode contar com mais nove cursos de graduação

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFRN campus de Apodi pode contar com nove novos cursos de graduação. A solicitação parte da deputada federal Sandra Rosado (PSB) que apresentou Indicação 4977/2013 ao ministro da Educação Aloísio Mercadante sugerindo ampliação do campus em Apodi.
A proposta da parlamentar é que o IFRN-Apodi passe a oferecer cursos de graduação em Ciência da Computação, Direito, Enfermagem, Gestão Ambiental, Turismo, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Ciências Contábeis e Engenharia de Petróleo e Gás. Atualmente o IFRN-Apodi oferece cursos técnicos de Zootecnia, Informática, Agricultura e Biocombustíveis; e como graduação, licenciatura em química.
Sandra Rosado diz que para se ter melhor qualificação profissional os estudantes da região do Apodi são obrigados a se deslocar a outras cidades; e que os novos cursos atenderiam principalmente o desenvolvimento econômico a partir da atual demanda regional. “Precisamos evitar grandes deslocamentos e assim qualificar os futuros profissionais para atuarem em sua própria região, justifica.
Fonte: Assessoria da deputada Sandra

quarta-feira, 17 de julho de 2013

ESTADO DESISTE DE NOVA CONVOCAÇÃO DE PROFESSORES

Secretária Betânia Ramalho afirma que não haverá nova convocação como havia sido anunciado

O Governo do Estado desistiu de chamar os 600 professores que estavam previstos para o mês de julho. Foram convocados 600 professores e especialistas do último concurso no dia 3 de maio, época em que foi confirmada a chamada de outros 600 no prazo de 60 dias. Contudo, segundo a secretária estadual de Educação, Betânia Ramalho, os outros 600 só serão chamados “se for estritamente necessário”.

Em coletiva à imprensa no dia 19 de abril, o Governo do Estado já havia informado que 1.200 profissionais seria convocados em duas etapas com objetivo de dar um melhor ordenamento ao processo. O impacto financeiro seria de aproximadamente R$ 3 milhões por mês. 

Segundo o Governo do Estado, o déficit imediato da época era de cerca de 500 professores, mas a previsão já era de aumento desse número em abril, devido à possibilidade de aposentadorias. Agora, mesmo com o encerramento da chamada feita em maio, em que mais de 500 professores e especialistas foram nomeados, a previsão de chamada desses 600 novos profissionais foi alterada.

De acordo com a Secretaria Estadual de Educação e Cultura (SEEC), o motivo da mudança de planos está relacionada a um diagnóstico que só foi possível neste mês de julho, com o término da implantação do Sistema Integrado de Gestão da Educação (SIGEduc) no interior. Na época do anúncio, a previsão era de que seriam necessários outros 600.

Segundo a SEEC, a partir do funcionamento do SIGEduc no interior foi possível verificar a existência de professores com carga horária suficiente para assumir escolas. 

“Vamos chamar alguns de imediato, mas outros serão convocados à medida que surgirem novas aposentadorias. Faremos essas chamadas racionalmente, afinal não podemos desperdiçar recursos públicos”, diz Betânia Ramalho.

Por outro lado, a coordenadora geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública no Rio Grande do Norte (Sinte-RN), Fátima Cardoso, afirma que faltam professores em escolas do interior do estado. “A convocação de mais 600 nem seria suficiente”, avalia.

Ela cita como exemplos as escolas estaduais José Correia, Manoel Montenegro e Juscelino Kubitschek, em Assú, e ainda a Tristão de Barros, em São Rafael, e Alcides Vanderlei, em Caraúbas.

Reordenamento

De acordo com Betânia Ramalho, o diagnóstico que justificou a desistência da convocação foi obtido durante o reordenamento da carga horária dos professores, que está sendo executado pela SEEC em atendimento à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o terço da hora atividade.

Após a definição do STF a respeito da Ação Direta de Inconstitucionalidade Nº 4.167, 10 horas da jornada de trabalho do professor devem ser destinadas ao planejamento e as outras 20 devem ser dedicadas às atividades em sala de aula. 

Mas a expectativa de que todos os professores estejam adequados à jornada de trabalho já sofreu alteração. A conclusão desse trabalho era prevista para o final de julho, mas a secretária de Educação já admite a possibilidade de que o processo se estenda até setembro. 

“Estamos reordenando todos os professores que estão com carga horária além de 20 horas. Tem muitos professores que estão abaixo de 20 horas e outros que estão acima. Isso não foi feito antes porque não tínhamos dados consistentes”, explicou Betânia Ramalho.


FONTE: Tribuna do Norte